Qual a diferença entre objeto direto e objeto indireto?
O verbo de uma oração que tenha predicado verbal ou verbo-nominal pode ser de dois tipos: transitivo ou intransitivo. Verbos transitivos são aqueles que precisam de complemento – objeto direto ou indireto – para expressar mensagem completa: "O Brasil comemorou os 500 anos do descobrimento." O verbo "comemorar" pede uma informação para ter sentido completo (comemorou o quê?): "os 500 anos do descobrimento" = complemento verbal. Como entre o verbo e seu complemento não há preposição, chamamos o verbo "comemorar" de transitivo direto, e seu complemento, de objeto direto. Observe a diferença: "O Brasil precisa de governantes bem-intencionados." O verbo "precisar", nessa oração, pede complemento, como o verbo "comemorar"; por isso também é transitivo. Mas a pergunta que se faz é "precisa de quê?". Complemento: "de governantes bem- intencionados". Observe que, entre o verbo e seu complemento, há a preposição "de". Temos então aí um verbo transitivo indireto, com objeto indireto. Há verbos que são transitivos direto e indireto ao mesmo tempo: "O Brasil enviou uma mensagem aos portugueses." enviou – verbo transitivo direto e indireto uma mensagem – objeto direto aos portugueses – objeto indireto (preposição a).